sexta-feira, 26 de novembro de 2010

a PreTo e BRanco!


a PreTo e BRanco!

Acho que sempre tive um talento para dar títulos as coisas, e este pequeno texto foi mais uma dessa coisa que foi bafejado por esse talento e lhe calhou em sorte este “a PreTo e BRanco”. Mas um título deve sempre ser uma chave para o conteúdo do que se lhe segue, e neste caso o é.
Meu estado de espírito, nestes dias de frio e chuva, com o sol há mistura… têm sido isso, ora pretos … ora brancos…

- Quais as razões? [perguntas]
Meu amigo … as razões queria eu saber … mas é difícil de entender a nossa mente, e esta enganado aquele que pensa conhecer sua mente como que da sua palma da mão se tratasse. O ser humano é assim, ate pode se querer enganar com uma coisa mas no fundo ele não consegue, e aquilo em que ele queria acreditar afinal se evapora e continua a ficar o vazio da incerteza… ou talvez não.

Talvez também eu saiba o porque, ou pelo menos consiga saber o rumo, o motivo, o caminho … para chegar mais perto das razões. Mas sinceramente não sei ao certo o que fazer para o evitar… evitar o preto e o branco destes últimos dias.
O rumo, o motivo, o caminho … passa pelos seguintes pensamento que inundam a minha mente:
- Porque a mim?
- Será isto tudo necessário? E estarei eu correcto?
- O que vou fazer?
- Vestido branco
- O amor
- Deus
- Arrependimento
- Dor
- Tristeza
- A minha vida (não digo toda mas uma parte especifica) teve algum sentido?

Estas palavras são muito motáveis e depende muito do momento em que foram escritas… se num momento preto ou num momento branco. Eu não queria escrever tantas… nem sei se elas têm valor, se são as mais correctas para quantificar e qualificar o que me passa na cabeça.

Gostaria de puder falar sobre isso … mas meus dias são solitários. A solidão é um estado em que uma pessoa se pode encontrar mesmo estando no meio de uma multidão, quando nela não esta um rosto que nos possa compreender e ajudar.

Tenho vivido o preto e o branco sozinho… como queria que me explicassem que o que acho certo é errado! E o que se faz agora para tudo isto desaparecer e puder voltar a uma vida alegre e despreocupada.